Translate

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Pragmatismo vs Intuição


A Homeopatia é uma ciência, mas também uma arte. O pragmatismo do conhecimento científico, anda de mão dada com a intuição artística. Esta dança sincronizada entre estes dois elementos, leva-nos mais longe, leva-nos ao mais alto nível homeopático, leva-nos à génese dos fundamentos da essência humana. 

Quando atingimos o equilibrio entre estes dois elementos, temos como resultado não só o desaparecimento dos sintomas da doença, mas a cura da pessoa no todo, ou do animal, ou da planta. 

É isto que os cépticos que atacam constantemente a Homeopatia não compreendem. A sua mente está presa exclusivamente ao pragmatismo, ao conhecimento actual, às verdades óbvias, à formatação da humanidade, à involução, à pequenez...

Ao longo dos anos da minha prática clínica, muitos cépticos deixaram de o ser, porque por uma qualquer rasteira da vida, viram-se privados do bem mais precioso, a saúde. Por falta de respostas na medicina convencional, o cepticismo deixou de ser palavra de ordem. "A saúde está primeiro", dizia-me uma grande médica especialista da medicina convencional num destes dias. A Homeopatia teve resposta para um problema que a acompanhava há 15 anos. O cepticismo deu lugar à aceitação, à visão alargada para outros conceitos, para outras realidades.

Só é céptico difamatório, quem tem a mente formatada, quem nunca precisou de um tratamento para algo que a medicina convencional não resolve, quem é limitado e invejoso. 

Cada vez gosto mais do meu trabalho! Cada bebé e criança que sigo homeopáticamente em complementaridade com o seu pediatra, é um alento para continuar. É toda uma nova geração que está a abrir, que não terá a mente formatada em apenas um sentido, é uma nova esperança para o futuro, uma nova esperança para a Homeopatia que é uma medicina de futuro. 

Sem comentários: